Home

  • Espaço TRANS

    Espaço TRANS

    Hoje foi a inauguração do nosso (e vosso) Espaço TRANS, em Almada! Já estamos abertes, se és uma pessoa trans e/ou não-binária e tens projetos ou ideias para o Espaço, escreve-nos 💜

    Espaço TRANS – Rua Liberdade 20A, Almada

  • Encontros online trans e não-binários

    Encontros online trans e não-binários

    A TransMissão organiza um espaço de reuniões entre pessoas trans e não-binárias.
    Se és uma pessoa trans ou não-binária e gostavas de conhecer outras pessoas da tua comunidade para conversar e trocar informações, pedir ajuda ou partilhar ideias, junta-te a nós, as segundas e quintas entre as 20h e as 22h!

    https://us02web.zoom.us/j/88650524241 (senha: trans)

  • Apoio entre pares

    Apoio entre pares

    Temos o prazer de criar grupos de auto-apoio entre pares com o apoio de um psicólogo junior trans, o Bruno. Este projecto é coordenado pela Bianca para a TransMissão.
    Queremos propor uma entreajuda necessária e urgente a todes que dela careçam – desde um simples desabafo, a uma mais rotineira partilha ou algo mais significativo para alguém.

    No Espaço TRANS: Rua Liberdade 20A, Almada

    Online:
    https://us02web.zoom.us/j/88938418528
    senha: apoio

    Os sábados. Verifica as datas aqui.

  • Exposição Ninhada no Espaço TRANS

    Exposição Ninhada no Espaço TRANS

    No início eram os rebentos…as crianças todas espalhadas pelo areal da terra, germinavam genitálias amorfas e peles texturadas. Fundiam-se em vendavais profundos essências ternurentas, as sementes de Deus.

    Depois veio a colonização dos corpos, o falo, todas as aprendizagens tribais demonizadas e reduzidas a xenofobia. Os corpos deixaram de ser dádivas, palco de jogos e travessias e passaram a ser propriedade. Deixaram de ser a ponte entre o espírito e a matéria e passaram a ser uma finalidade, um produto rotulável.

    Quando era pequene falava com Deus, juntes lutávamos por revoluções, fazíamos ciladas á justiça. Deus era sem dúvida ume ativista. Logo percebi que Deus com quem falava não era o mesmo por detrás da instituição católica. Não naqueles termos.

    Há uma sinergia infantil e traquina na resignificação de fotografias católicas. Por isso, esta exposição é para as crianças. As crianças amedrontadas na sala de pânico do subconsciente. A criança escondida, e e pré-adolescente indignade. O rebento traumatizado por forças patriarcais. Aqui lhes presto homenagem. Ao armário coletivo no qual os nossos antepassados moravam.

    A cultura lgbtq foi apagada da história (deixando raras evidências), só agora começa a ser glamorizada e convertida num produto exótico em massa. O token necessário para fazer a máquina moral capitalista continuar a rodar. Mas as atrocidades continuam a cair sobre a terra, sobre es filhes da terra. A reclamação da história, não é agradável. É perspicaz, peculiar, encontra humor na desgraça, é extra, resignadamente é queer. Nestas cerimónias e marcos de vida católicos vejo um resgatar de significâncias, as vidas anónimas tornam-se muitíssimo próximas pois à uma alteração pela comunidade queer. Como se de um manifesto visual se tratasse. A reclamação da história é parte do processo de cura, e acima de tudo é poesia.

    A criança sobreviveu face ás adversidades, graças à poesia. E a poesia une-nos aqui hoje. A poesia tem este poder revolucionário de desenhar janelas onde todas as portas parecem fechadas.

    Não quero que esta exposição seja apenas um evento de consumismo cultural, um marco na agenda gay. Quero que a minha arte não sirva de depositório, mas sim de ninho, esse ninho é construído a partir de pedaços quebrados, de relíquias e de intransigências, um ninho resulta porque une matéria dispersa em coesão sincrónica. Um ninho é capaz de enfrentar tempestades e acolher nova vida. O ninho é também um lugar protegido e onde trazemos quem realmente nos compreende, mas também aonde enfrentamos as sombras e onde podemos confortavelmente resinificar as feridas e preparar-nos para o próximo voo.

    Exposição Ninhada no Espaço TRANS, Rua Liberdade 20A, Almada

  • A Transmissão está a organizar Conversas Transfeministas

    A Transmissão está a organizar Conversas Transfeministas
    A Transmissão tem um novo grupo de conversa!
    Agora, queremos falar de transfeminismo. Como é que tu, enquanto pessoa trans e/ ou não-binaria, pensas sobre a sociedade patriarcal e como esta te afeta? Como a tua visão mudou e evolui sobre o que é que é ser homem, mulher ou outra coisa ainda? De que maneiras encaras o binário e como te posicionas perante ele?
    Junta-te a nós terça-feira, 19 de outubro de 2021 a partir das 7 no Espaço TRANS para uma conversa entre nós pessoas trans e não-binarias sobre o que significa o feminismo no nosso dia a dia. 

  • Descoberta de Guarda Roupa

    Descoberta de Guarda Roupa

    A TransMissão tem o prazer de te dar as boas-vindas todas as sextas-feiras das 14 às 18 horas para a descoberta do guarda-roupa no Espaço TRANS!

    Este espaço livre inclui roupas de diferentes tamanhos e estilos, assim como acessórios. Podes experimentar o que quiseres num dos dois provadores e admirar-te ao espelho!

    Um membro da TransMissão estará presente no espaço para te dar as boas-vindas.

    Se desejares, sem obrigatoriedade, podes trazer artigos que já não usas.

    Vê também outros eventos que a Transmissão está a organizar!

    Espaço TRANS: Rua Liberdade 20A, Almada

  • A rede ex aequo publica Guia sobre Saúde e Leis Trans em Portugal

    A rede ex aequo publica Guia sobre Saúde e Leis Trans em Portugal

    A Transmissão dá os parabéns à Rede Ex Aequo pela sua publicação do Guia sobre Saúde e Leis Trans em Portugal!

    Este guia é um recurso muito abrangente e extremamente útil para as pessoas trans em Portugal. Por favor, está à vontade para o consultares e espalhares a notícia!

  • Apoie a criação do Espaço Trans e Não-Binário!

    Apoie a criação do Espaço Trans e Não-Binário!
    Estamos a aceitar doações para a instalação do Espaço TRANS! Aqui estão alguns itens que seriam úteis:
    • – mesas (sala de estar/cozinha, mesa de sala, secretária…)
    • – cadeiras, sofás, poltronas
    • – almofadas, pufes – talheres, pratos, copos, chávenas…
    • – caixotes do lixo
    • – cafeteira, chaleira
    • – tapetes
    • – prateleiras, cestos, cabides
    • – altifalantes de áudio, equipamento informático
    • – toalhas de banho
    • – livros e fanzines sobre o movimento e a cultura trans
    • -…
    Se tiver alguma coisa que considere útil, contacte-nos em transmissao.associacao(arroba)gmail.com ou por DM nas nossas redes sociais!
      Obrigade pela ajuda,
                 A equipa da TransMissão

  • Folheto da TransMissão

    Folheto da TransMissão

    A TransMissão: Associação Trans e Não-Binária tem o prazer de apresentar o seu primeiro folheto. Tem o objetivo de lembrar as definições e os direitos essenciais às pessoas trans e não-binárias em Portugal e fazer conhecer a associação. Por favor, leiam, partilhem, imprimam à vontade. Queremos que este folheto apareça por todo lado!

    Direitos – Comunidade – Sensibilização

    TransMissão Associação Trans e Não-Binária

    Trans – Uma pessoa trans é alguém que não se identifica completamente ou parcialmente com o género que lhe foi atribuído à nascença.

    Não-binário – Não-Binário é um termo guarda-chuva que inclui várias identidades que não são integralmente ou exclusivamente “mulher” ou “homem”, questionando a binariedade vigente.

    As pessoas não-binárias podem ou não identificar-se como trans!!

    As pessoas trans e não-binárias têm direitos !

    • Autoderminação de género (alteração do registo civil desmedicalizada)
    • Acesso a acompanhamento e procedimentos médicos dignos
    • Proteção contra qualquer discriminação

    Se precisares de ajuda ou de apoio para fazer valer os teus direitos, contata-nos!

    A TransMissão é uma associação, fundada em 2017, de e para pessoas trans e não-binárias que defendem os seus direitos e a autodeterminação das suas identidades e corpos.

    A associação posiciona-se contra a patologização das nossas identidades e corpos, contra o policiamento das identidades e expressões de género e a favor da liberdade identitária e de expressão.

  • Oficina de auto-administração de injetáveis

    Oficina de auto-administração de injetáveis

    TransMissão: Associação Trans e Não-Binária, o GAT – Grupo de Ativistas em Tratamentos / Espaço Intendente, a Câmara Municipal de Lisboa, e Lisboa sem SIDA / Plano Municipal LGBTI+ organizaram uma oficina direcionada a pessoas trans e não-binárias sobre como fazer a auto-injeção em contexto de Terapia Hormonal.

    A auto-injeção é uma prática rara para as pessoas trans e não-binárias em Portugal, mas pode ser feita com segurança. O objetivo desta oficina foi ampliar o leque de opções possíveis e trabalhar para uma maior autonomia desta comunidade.

    A oficina foi apresentada por Inês Correia, enfermeira do Espaço Intendente, com o testemunho do Vasco Sampaio, membro da TransMissão e pessoa trans que faz autoinjeções. O Sacha, também membro da TransMissão foi o facilitador e fez uma pequena introdução.

Site no WordPress.com.

EM CIMA ↑